13 de dezembro de 2008

Você tem medo de quê?

Minha irmã está feliz. Teve sua primeira filha, uma menina, linda e saudável. Desejada. Mas ela está com medo.
Sei bem o que ela tá sentindo...
Logo que me casei quis ter filhos, meu marido deu uma brecada no meu "instinto maternal", mas não por muito tempo e com dois anos de casada, engravidei.
Quando fiz o teste de farmácia, tinha certeza que seria positivo mesmo antes de ver o resultado, mas quando fiz o exame de sangue e estava escrito "POSITIVO", eu gelei. Fui chorando do laboratório até o consultório do meu médico.
Era real! Estava lá, tinha uma vidinha dentro de mim, e agora?
Morri de medo. Tinha 22 anos e ainda não sabia nada da vida...
Aos poucos a barriga foi crescendo e o medo foi passando.
Quando ela nasceu, não senti medo. Na semana seguinte, fiquei na casa da minha mãe que cuidou de mim e dela, mas quando chegamos em casa, que éramos apenas eu e ela, o medo voltou.
Tive medo de não saber cuidar dela direito, de não dar amor e carinho suficientes, de fracassar. Confesso, é horrível...
Nove anos se passaram e, bem, ela sobreviveu...rsrsrs...O amor aumentou, o trabalho também.
Ainda tenho medo, afinal ela tem uma vida inteira pela frente e não saber o que o futuro lhe reserva é assustador, mas ele nunca vai ser maior que o amor incondicional que sinto por ela.
Por isso, minha irmã, esse medo de agora, passa. Virão outros, mas saiba que nada será melhor nesse mundo do que ouvir de uma boquinha pequenina a palavra "mamãe".

2 comentários:

Re disse...

Ainda não tive este medo.... Mas adoraria sentir....
beijo
Re

Isa disse...

Re
é um medo bom, no final das contas...um medo que aconselho a todas a sentir...rsrs...
Sua hora vai chegar, tenho certeza que será uma ótima mãe.
bjs