8 de setembro de 2008

Irresistível paixão

Quando ouvi falar de você pela primeira vez, ainda criança, fiquei muito curiosa.

Disseram que era linda, a mais bela de todas. Que sua fama era verdadeira, que sua luz encantava e que quem te via de perto, jamais te esquecia.

Passados os anos, continuei me interessando cada vez mais por você, pela sua história, pelo seu passado, pela sua fama. Fiquei cada vez mais atraída por você.

Queria te ver de perto, ver sua luz, seu brilho, sentir o seu cheiro, conhecer seus sabores e todo mundo me dizia: Pára de sonhar, ela é inatingível.

Sorte a minha, que você nunca envelhece, que seu charme nunca acaba e tinha certeza absoluta que um dia iríamos nos encontrar.

Linda, deslumbrante, perfumada, culta, deliciosa!!! Eram tantos os adjetivos que, quando te vi pela primeira vez, fiquei muda. Você é mesmo maravilhosa.

Me lembro de borboletinhas darem vôos rasantes no meu estômago, aquele friozinho na barriga...

Preciso confessar: Me apaixonei por você!

Sei que você não é perfeita, afinal quem é? Mas nem mesmo seus defeitos, fizeram-lhe perder seus encantos.

Hoje a saudade é consolo, por saber que já estive contigo, as fotos e recordações me mostram o quanto me fez feliz e agora penso apenas na certeza de que: Paris, Cidade-luz, amei te conhecer, nos veremos em breve. Pode apostar!

5 comentários:

Re disse...

Que lindo...
Achei que ia falar da Sininho.... rsrssr
beijos
Re

Isa disse...

Obrigada!
De vez em qdo bate uma inspiração sabe?...rsrs...
bjus

Emília disse...

Paris, é? E a Madeira, fica para quando?

Isa disse...

Emilia,

Madeira ainda faz parte dos planos, com certeza. Ainda mais depois das fotos que me mandou, fiquei maravilhada. Se Deus quiser, em breve, terei esse prazer.
bjus

somebody disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.